Ainda não há comentários

Lutando com as Armas Certas

1 Além disto, eu, Paulo, vos rogo, pela mansidão e benignidade de Cristo, eu que, na verdade, quando presente entre vós, sou humilde, mas ausente, ousado para convosco; 2 Rogo-vos, pois, que, quando estiver presente, não me veja obrigado a usar com confiança da ousadia que espero ter com alguns, que nos julgam, como se andássemos segundo a carne. 3 Porque, andando na carne, não militamos segundo a carne. 4 Porque as armas da nossa milícia não são carnais, mas sim poderosas em Deus para destruição das fortalezas; 5 Destruindo os conselhos, e toda a altivez que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo o entendimento à obediência de Cristo; 6 E estando prontos para vingar toda a desobediência, quando for cumprida a vossa obediência. 7 Olhais para as coisas segundo a aparência? Se alguém confia de si mesmo que é de Cristo, pense outra vez isto consigo, que, assim como ele é de Cristo, também nós de Cristo somos. (2 Coríntios 10:1-7)

15 Antes, santificai ao Senhor Deus em vossos corações; e estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós, (1 Pedro 3:15)

Participando

Mesmo possuindo uma natureza carnal decaída, não devemos lutar utilizando os recursos desta natureza, tais como: difamação, partidarismo, maldição, agressão, liberalismo, ateísmo e tantas outras. Devemos sim usar as armas da natureza carnal regenerada por Cristo! Isso aconteceu quando nascemos de novo, ou seja, quando recebemos a Cristo como Senhor e Salvador pessoal.

1. Vamos citar algumas armas da natureza carnal, porém regenerada.

2. Você pode falar sobre algum sofisma (engano) atual que luta contra o conhecimento de Deus? Como combatê-lo?

3. Vamos ler 1Pe 3:15. O texto ensina que devemos estar preparados para algo, e o que é? Então, o que devemos fazer para conseguirmos praticar isso?

Concluindo

Muitos até “conhecem” Jesus e O reconhecem como tendo sido um homem fantástico: o maior psicólogo, o maior líder etc. E de fato Ele o é! Porém isso não é suficiente! É essencial O reconhecermos como o Cristo; o Ungido, o Messias, o Senhor, o Salvador e Deus! Isto fará a diferença para nossas vidas na terra e na eternidade, nos garantirá a salvação plena!

Então vamos orar, pedindo ao Espírito Santo que nos ajude a não usarmos mais as armas da natureza decaída, mas somente as da natureza regenerada?

Elaborada por Ap. Paulo
Pregada em 05/05/19

Publicar um comentário