Ainda não há comentários

Há de acontecer!

1 Levantou-se, pois, Josué de madrugada e, partindo de Sitim ele e todos os filhos de Israel, vieram ao Jordão; e pousaram ali, antes de atravessá-lo. 2 E sucedeu, ao fim de três dias, que os oficiais passaram pelo meio do arraial, 3 e ordenaram ao povo, dizendo: Quando virdes a arca da pacto do Senhor vosso Deus sendo levada pelos levitas sacerdotes, partireis vós também do vosso lugar, e a seguireis 4 {haja, contudo, entre vós e ela, uma distância de dois mil côvados, e não vos chegueis a ela}, para que saibais o caminho pelo qual haveis de ir, porquanto por este caminho nunca dantes passastes. 5 Disse Josué também ao povo: Santificai-vos, porque amanhã o Senhor fará maravilhas no meio de vós. 6 E falou Josué aos sacerdotes, dizendo: Levantai a arca do pacto, e passai adiante do povo. Levantaram, pois, a arca do pacto, e foram andando adiante do povo. 7 Então disse o Senhor a Josué: Hoje começarei a engrandecer-te perante os olhos de todo o Israel, para que saibam que, assim como fui com Moisés, serei contigo. 8 Tu, pois, ordenarás aos sacerdotes que levam a arca do pacto, dizendo: Quando chegardes à beira das águas de Jordão, aí parareis. 9 Disse então Josué aos filhos de Israel: Aproximai-vos, e ouvi as palavras do Senhor vosso Deus. 10 E acrescentou: Nisto conhecereis que o Deus vivo está no meio de vós, e que certamente expulsará de diante de vós os cananeus, os heteus, os heveus, os perizeus, os girgaseus, os amorreus e os jebuseus. 11 Eis que a arca do pacto do Senhor de toda a terra passará adiante de vós para o meio do Jordão. 12 Tomai, pois, agora doze homens das tribos de Israel, de cada tribo um homem; 13 porque assim que as plantas dos pés dos sacerdotes que levam a arca do Senhor, o Senhor de toda a terra, pousarem nas águas do Jordão, estas serão cortadas, isto é, as águas que vêm de cima, e, amontoadas, pararão. 14 Quando, pois, o povo partiu das suas tendas para atravessar o Jordão, levando os sacerdotes a arca do pacto adiante do povo, 15 e quando os que levavam a arca chegaram ao Jordão, e os seus pés se mergulharam na beira das águas {porque o Jordão transbordava todas as suas ribanceiras durante todos os dias da sega}, 16 as águas que vinham de cima, parando, levantaram-se num montão, mui longe, à altura de Adã, cidade que está junto a Zaretã; e as que desciam ao mar da Arabá, que é o Mar Salgado, foram de todo cortadas. Então o povo passou bem em frente de Jericó. 17 Os sacerdotes que levavam a arca do pacto do Senhor pararam firmes em seco no meio do Jordão, e todo o Israel foi passando a pé enxuto, até que todo o povo acabou de passar o Jordão. (Josué 3:1-17)

 

Participando

Deus nos dá muitas promessas, mas a promessa se encontra no fim da trajetória da obediência incondicional. Precisamos seguir a “Arca da Aliança”, ou seja, a Glória, o Poder, a Santidade e as Direções de Deus! Trilharemos novos caminhos, então devemos buscar a santidade hoje, pois o Senhor amanhã fará maravilhas em nosso meio!

1. Que impacto você recebe, quando se fala em mudança, novo caminho, fazer de maneira diferente? Você pode descrevê-lo?

2. Deus deseja que sejamos cristãos relevantes em nossa geração. Cite alguma direção de Deus, essencial para atingirmos esse alvo.

3. Como anda sua certeza de que as promessas de Deus vão se concretizar em sua vida? Pode explicar por quê?

Concluindo

A afirmação, há de acontecer é profética, mas condicional. É necessário darmos o passo em direção ao “Jordão” e molharmos nossos pés nele! Essa atitude indica nossa convicção de que Deus abrirá o “rio”, ou seja, que operará o milagre! E isso há de acontecer em nossas vidas e na igreja. Não se assuste se na outra margem do “Jordão” existe uma fortaleza (Jericó), pois ela cairá! (Js 6:20)

Então, numa atitude de fé vamos fazer um ato profético, retirando nossos calçados e enquanto andamos também oramos declarando nossos “Jordões” abertos pelo milagre de Deus!

Elaborada por Ap. Paulo
Pregada em 26/05/19

Publicar um comentário