(0 Votes)

“Ora, chegavam-se a ele todos os publicanos e pecadores para o ouvir. E os fariseus e os escribas murmuravam, dizendo: Este recebe pecadores, e come com eles. Então ele lhes propôs esta parábola: Qual de vós é o homem que, possuindo cem ovelhas, e perdendo uma delas, não deixa as noventa e nove no deserto, e não vai após a perdida até que a encontre? E achando-a, põe-na sobre os ombros, cheio de júbilo; e chegando a casa, reúne os amigos e vizinhos e lhes diz: Alegrai-vos comigo, porque achei a minha ovelha que se havia perdido. Digo-vos que assim haverá maior alegria no céu por um pecador que se arrepende, do que por noventa e nove justos que não
necessitam de arrependimento.”

Lc 15:1-7

“ Depois foram Moisés e Arão e disseram a Faraó: Assim diz o Senhor, o Deus de Israel: Deixa ir o meu povo, para que me celebre uma festa no deserto.”

Ex 5:1

“Assim partiram de Sucote, e acamparam-se em Etã, à entrada do deserto. E o Senhor ia adiante deles, de dia numa coluna de nuvem para os guiar pelo caminho, e de noite numa coluna de fogo para os alumiar, a fim de que caminhassem de dia e de noite. Não desaparecia de diante do povo a coluna de nuvem de dia, nem a coluna de fogo de noite.”

Ex 13:20-22

 

Jesus nos ensina nesta parábola que o resgate das pessoas sem salvação só pode ser realizado por Ele, ninguém tem amor como o dele capaz de salvar todo aquele que se arrepende. Muito se fala da ovelha perdida, mas hoje vamos falar das noventa e nove que ficaram no deserto, porque depois do resgate da ovelha perdida, quando ela se arrepende, passa a fazer parte do rebanho com as outras que ficaram no deserto. Vamos chamar este rebanho de família da fé em Cristo. São as ovelhas que tem pastor, Jesus Cristo, mas estão no deserto!

1. Como você se sente fazendo parte da família de Cristo, mas às vezes precisa enfrentar problemas de relacionamentos?

No deserto estamos sujeitos a situações boas e ruins. Mas não vamos destacar as dificuldades, porque no deserto também há provisão e milagres. Quando Deus libertou o povo hebreu do Egito, os conduziu pelo deserto, milhares de pessoas morreram, mas não foi de fome nem de sede, as vestes e sandálias não envelheceram. As águas amargas se tornaram doces, o maná caia do céu todos os dias, saía água da rocha e a presença de Deus era permanente sobre o povo. Deus nunca vai abandonar seu povo! Ele continua o mesmo e opera milagres!

2. Você já experimentou algum milagre em sua vida? Compartilhe.

No deserto vencemos as tentações e provações pelo poder do Espírito Santo. Ele nos dá direção, correção e opera milagres. O deserto é uma condição em que passamos por situações que farão com que conheçamos mais o Senhor e seu poder. Não se desespere no deserto, siga Jesus, o bom pastor, Ele é bom em todo o tempo. Não se afaste da família da fé, não importa o que aconteça.

3. Vamos ler Tiago 1:12 e comentar algumas experiências práticas de provações que temos enfrentado no dia a dia.

4. Vamos orar por provisões e milagres nas áreas necessárias de nossas vidas, e pedir forças para suportar as provações.

Elaborada por Pr. Rian

 

Pregada em 28/02/16