(2 Votes)

O orgulho leva a pessoa à destruição, e a vaidade faz cair na desgraça. É melhor ter um espírito humilde e estar junto com os pobres do que participar das riquezas dos orgulhosos. (Pv 16:18,19 NTLH)

A soberba precede a ruína, e a altivez do espírito, a queda. Melhor é ser humilde de espírito com os humildes do que repartir o despojo com os soberbos.(Pv 16:18,19)

Mas todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças, como trapo da imundícia; todos nós murchamos como a folha, e as nossas iniquidades, como um vento, nos arrebatam. (Is 64:6)

Elogio é bom, ou ruim? É bom, e faz parte do reconhecimento dos valores de nosso próximo. Mas o que fazer com o elogio quando se recebe ele? O que ele está alimentando? Um coração grato a Deus, ou um coração cheio de orgulho? Nossa carne é tendenciosa ao pecado, e talvez quando recebermos um elogio, jamais venhamos admitir que estamos com o problema do “orgulho”. Mas quem serve na igreja, no Ministério de Louvor, adoração, da palavra, da liderança, o que fazemos com o elogio? Há milhares de pessoas envolvidas nas Igrejas locais. Diga-se de passagem, muitas pessoas fazendo muito bem, o que tem sido entregue para elas fazerem. Cantam bem, tocam bem, ministram bem, recebem elogios por isso. Mas o que fazem com o elogio? O que ele está alimentando? O coração de um servo, ou um coração de um orgulhoso? Como podemos medir o que temos alimentado? Se a pessoa fica grata, e reconhece que quem proporcionou este momento foi Deus, quando o escolheu, quando o conduziu, o capacitou, etc., pode-se dizer que este está glorificando a Deus, e ficando com a alegria. Mas se o contrário é se gabar, achando que tudo é mérito próprio, esforço próprio, ficando cego em não reconhecer que Deus o dirigiu e o ensinou, mas centrado apenas em si mesmo, isto é perigoso e maléfico para a pessoa. Esta pessoa poderá menosprezar quem não faz melhor do que ele. Esta é uma atitude da pessoa que se transformou em um arrogante em vez de continuar reconhecendo que quem está permitindo tudo é o Senhor Deus, o Criador de todas as coisas. Vale lembrar que empresas, que muitas vezes nem fazem menção de Deus, nem servem a Deus, mas apenas ao fim para o que foram criadas as pessoas desempenham bem seu papel, como muitos nas Igrejas, e as coisas funcionam. O que quero dizer? Nas igrejas as coisas podem funcionar bem, apenas pela técnica e Deus muitas vezes nem está na direção do que acontece, mas sim o homem, o ser humano. Você que serve, quando receber um elogio, observe o que você faz com ele. Tem um coração grato a Deus, reconhece que o mérito veio dele, ou faz o contrário? Gaba-se, diz que o mérito é todo seu, começa a se ver melhor dos que estão a sua volta? Cuidado! O pecado que Satanás mais gosta dizem, é o orgulho. Ele caiu por isso, e sabe como o mesmo funciona e muito bem. Lute contra o pecado do orgulho, humilhe-se diante de Deus, e reconheça que Deus é o teu provedor. Provedor da capacidade, provedor da sabedoria, provedor do conhecimento, etc. Você que toca um instrumento, que canta na igreja, que ministra, que prega, que sejamos todos gratos a Deus, recebendo ou não algum elogio.

Tudo isso é feito por Deus, o qual, por meio de Cristo, nos transforma de inimigos em amigos dele. E Deus nos deu a tarefa de fazer com que os outros também sejam amigos dele.(II Co 5:18)