(1 Vote)

 “Acaso busco eu agora a aprovação dos homens ou a de Deus? Ou estou tentando agradar a homens? Se eu ainda estivesse procurando agradar a homens, não seria servo de Cristo.” (Gl 1:10) NVI

É impossível agradar a todos. Seja qual for a nossa decisão, comportamento, atitudes ou até pensamentos a respeito de qualquer coisa, não conseguiremos agradar a todos sempre. Todo lugar que quisermos frequentar existe certa exigência por parte daqueles que já estão, e o esforço de muitos acaba mudando até suas personalidades e comportamentos, sempre para agradar a outros. Infelizmente, o esforço que muitas pessoas fazem para agradar aos outros acaba em frustrações, porque na realidade, nossas próprias vontades e necessidades não são supridas.
Teremos a plena satisfação em nossa vida quando recebermos a aprovação de Deus, porque Ele é espírito e somente o nosso espírito pode receber as revelações das coisas que Ele tem pra nós. Sendo assim, além do nosso espírito, nossa alma e corpo estarão sempre supridos pela presença de Deus.
A aprovação de homens que o Apóstolo Paulo diz se refere também a nossa própria aprovação. Quero dizer que muitas pessoas buscam suas próprias satisfações e desejos sem se preocuparem com o que Deus pensa. Inclusive em Romanos 15:1, Paulo diz que não devemos agradar a nós mesmos, antes devemos suportar as fraquezas dos fracos.
Quem está se agradando de suas atitudes neste momento? Se a resposta não for: “Deus” em primeiro lugar, é necessário rever sua conduta imediatamente. Jesus nos orientou em Mateus 16:26 “Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma? Ou que dará o homem em recompensa da sua alma?”
Nós nunca teremos nada para dar em recompensa de nossa alma, pois Jesus já pagou o preço por cada um de nós. Agora temos que viver para agradá-lo e quando chegar o dia final seremos reconhecidos por Ele com servos bons e fiéis. Nós só convidamos para entrar em nossa casa aqueles que nos agradam. Da mesma maneira todos os que agradarem a Deus serão bem vindos a reinarem eternamente com Ele.
Vamos nos esforçar cada vez mais para alcançarmos a aprovação de Cristo!
 

   Com amor,

   Pr. Rian