(0 Votes)

30 Então, Calebe fez calar o povo perante Moisés e disse: Eia! Subamos e possuamos a terra, porque, certamente, prevaleceremos contra ela. 31 Porém os homens que com ele tinham subido disseram: Não poderemos subir contra aquele povo, porque é mais forte do que nós. 32 E, diante dos filhos de Israel, infamaram a terra que haviam espiado, dizendo: A terra pelo meio da qual passamos a espiar é terra que devora os seus moradores; e todo o povo que vimos nela são homens de grande estatura. 33 Também vimos ali gigantes (os filhos de Anaque são descendentes de gigantes), e éramos, aos nossos próprios olhos, como gafanhotos e assim também o éramos aos seus olhos.

” (Números 13:30-33 RA)

 

Participando

1. De um modo geral, qual é a imagem que você tem de si mesmo?

2. Os doze espias, tinham: o mesmo Deus, as mesmas promessas e as mesmas adversidades. Então, por que opiniões tão divergentes entre o grupo de Calebe e Josué e o grupo dos outros dez?

3. Conforme 1Co 15:9-10, como é possível desligar nossa identidade da história de vida que tivemos antes da conversão?

4. Vamos recordar e citar o que Deus diz pela Palavra acerca de quem somos nós, ou seja, que imagem Ele tem a nosso respeito?

Concluindo

Você é aquilo que você se vê! Mesmo que nossa história tenha forjado em nós muitas crenças limitadoras, quando somos atingidos pela Graça de Deus, começamos a receber um novo conjunto crenças através da Palavra pela revelação do Espírito. Elas são crenças libertadoras! Assim alcançamos a liberdade tão sonhada por nós e prometida por Cristo!

Vamos rejeitar a “imagem de gafanhoto”, que ainda insiste em estar dentro de nós? E pedir para Espírito Santo substituí-las pelas imagens que Deus revela na Sua Palavra a nosso respeito?

Elaborada por Pr. Paulo
Pregada 17/06/18