(0 Votes)

“E, quando chegaram para junto da multidão, aproximou-se dele um homem, que se ajoelhou e disse: 15 Senhor, compadece-te de meu filho, porque é lunático e sofre muito; pois muitas vezes cai no fogo e outras muitas, na água. 16 Apresentei-o a teus discípulos, mas eles não puderam curá-lo. 17 Jesus exclamou: Ó geração incrédula e perversa! Até quando estarei convosco? Até quando vos sofrerei? Trazei-me aqui o menino. 18 E Jesus repreendeu o demônio, e este saiu do menino; e, desde aquela hora, ficou o menino curado. 19 Então, os discípulos, aproximando-se de Jesus, perguntaram em particular: Por que motivo não pudemos nós expulsá-lo? 20 E ele lhes respondeu: Por causa da pequenez da vossa fé. Pois em verdade vos digo que, se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte: Passa daqui para acolá, e ele passará. Nada vos será impossível. 21 Mas esta casta não se expele senão por meio de oração e jejum.” (Mateus 17:14-21 RA)

 

Participando

Você já recebeu alguma boa notícia que abalou você? O que foi?

1. O que o profeta quer ensinar ao dizer que devemos rasgar o nosso coração e não as nossas veste? (Jl 2:12,13)

2. Na tentação de Jesus, o diabo questionou sua filiação, com qual propósito? (Mt 4:3)

3. Que áreas de sua vida você está esperando pelo abalar de Deus?

4. O que você aprendeu nesta campanha de oração e jejum?

Concluindo

O jejum com arrependimento e oração muda o coração do Pai! (Jonas em Nínive). Os resultados conforme Is 58 acontecerão: Começará abalar a revelação profunda da Palavra; Haverá cura de nossa integridade, deixaremos o pecado, vícios, etc; A justiça do Senhor funcionara em nossa vida; Recebemos a presença da glória de Deus; As orações passam a ser respondidas; Haverá sHaverocorro na hora certa; Também, livramento e refrigério (paz na alma); Traz direção contínua, certeza do destino (céus); Restauração da alma e saúde (o Espírito é que deve nos dirigir não a alma); A bênção para a próxima geração será garantida.

Vamos orar agora, pedindo o abalar de Deus em nossas vidas?

Pregada por Pr. Ronaldo em 25/03/18

Folha elaborada por Pr. Paulo