(0 Votes)

Josué 6:1-2 “1 Ora, Jericó se conservava rigorosamente fechada por causa dos filhos de Israel; ninguém saía nem entrava. 2 Então disse o Senhor a Josué: Olha, entrego na tua mão Jericó, o seu rei e os seus homens valorosos.”

 

Há uma revelação profética neste acontecimento. A cidade de Jericó era bem fortificada, os habitantes de Jericó desagradavam a Deus por causa de seus pecados, iniquidade, idolatria, moral corrompida, e todos deviam morrer. Se ficasse alguém vivo, poderia contaminar o povo de Israel, apenas uma família de Jericó sobreviveu, a da prostituta Raabe. Não importa nossa história, quando passamos a obedecer a Deus, somos livres de toda maldição, mas é necessário eliminar da nossa vida tudo o que desagrada a Deus.

1. Por que enfrentamos dificuldades para praticar o amor, o perdão, a paciência e outras atitudes que a Palavra nos ensina?

Às vezes, parece que há uma muralha protegendo nossos erros e pecados, é difícil expor e confessar nossos pecados. Podem existir também feridas que não queremos expor. Existem fortalezas na nossa vida que precisam ser derrubadas: culpa e inferioridade, pecados não confessados, sentimentos, amarguras, vícios e costumes que não agradam a Deus.

2. Você consegue identificar as fortalezas que te impedem viver conforme a vontade de Deus?

3. Como podemos derrubar as muralhas mais difíceis em nossa vida e viver do agrado do Senhor em tudo?

Na cruz, Jesus venceu a morte, o pecado, as enfermidades, depressão, sentimentos ruins e tudo o que não é bom para nós. Ele nos deu vida em abundância. Vamos aproveitar um novo ano e deixar aos pés do Senhor todas as fortalezas emocionais, se existir em sua vida qualquer vínculo com as trevas, e qualquer coisa ou atitude que não te identifica com Cristo. Deus quer habitar em nosso coração, penetrar no mais profundo, perdoar os pecados e curar as feridas.

4. Vamos nos humilhar diante de Deus, confessar nossos erros e nos comprometer, com a ajuda do Espírito Santo, a viver uma vida de santidade.

Elaborada por Pr. Rian
Pregada em 07/01/18