(0 Votes)

Gn 14:18-20 “Ora, Melquisedeque, rei de Salém, trouxe pão e vinho; pois era sacerdote do Deus Altíssimo; 19 e abençoou a Abrão, dizendo: bendito seja Abrão pelo Deus Altíssimo, o Criador dos céus e da terra! 20 E bendito seja o Deus Altíssimo, que entregou os teus inimigos nas tuas mãos! E Abrão deu-lhe o dízimo de tudo.”

I Pe 2:9 “Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as grandezas daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz;”

Melquisedeque era sacerdote do Deus Altíssimo, deu pão e vinho para Abrão, ele serviu como uma figura de Cristo, o nosso provedor. Jesus Cristo veio ao mundo estabelecer o Reino de Deus, iniciar a era da igreja, deixando para nós a responsabilidade do sacerdócio, poi Ele nos fez reino e sacerdotes (Ap 1:6).

1. Como você se sente sabendo que também é sacerdote do Deus Altíssimo?

Vivemos um tempo de grande crise de identidade, pessoas que querem ser o que não são, fora da realidade de sua natureza; nós fomos criados conforme a imagem e semelhança de Deus e devemos tentar viver sempre conforme a nossa natureza divina. A igreja necessita assumir a identidade de sacerdote real de modo que as pessoas reconheçam. Somos sacerdotes reais, pois Deus nos fez assentar nas regiões celestiais em Cristo Jesus; o Reino de Deus, ao qual pertencemos, é invisível, mas se manifesta no visível, para que todos quantos o receber tenham acesso.

2. O que devemos fazer, na prática, para implantar o Reino de Deus nos lugares que frequentamos?

O Reino de Deus é implantado pelos sacerdotes do Reino, através de atitudes que anunciam as grandezas de Cristo; o mundo precisa de verdadeiros sacerdotes do Deus Altíssimo, que ofereçam provisão, intercessão, cura, milagres, ensinamentos e as verdades do Reino de Deus.

3. Quais são as maiores resistências para que isto aconteça?

4. Vamos ler I Pedro 2:9 e orar pedindo ajuda ao Espírito Santo de Deus para nos orientar em todas as nossas atitudes como sacerdotes reais.

Elaborada por Pr. Rian
Pregada em 29/10/17