(0 Votes)

“Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu: 2 tempo de nascer e tempo de morrer; tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou; 3 tempo de matar e tempo de curar; tempo de derribar e tempo de edificar; 4 tempo de chorar e tempo de rir; tempo de prantear e tempo de saltar de alegria; 5 tempo de espalhar pedras e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar e tempo de afastar-se de abraçar; 6 tempo de buscar e tempo de perder; tempo de guardar e tempo de deitar fora; 7 tempo de rasgar e tempo de coser; tempo de estar calado e tempo de falar; 8 tempo de amar e tempo de aborrecer; tempo de guerra e tempo de paz.” (Eclesiastes 3:1-8 RA)

“Nas tuas mãos, estão os meus dias; livra-me das mãos dos meus inimigos e dos meus perseguidores.” (Salmos 31:15 RA)

 

Se alguém perguntasse a você, como explicaria o que é o tempo?

A história do mundo e do homem é um ciclo de eventos e de seus opostos, que ocorrem interminavelmente. O homem nada pode fazer contra essa corrente alternante, determinada por Deus. Como exemplo, todos os dias nascem, mas também morrem muitas pessoas. Nenhum humano pode alterar isso!

1. Como lidar com algo que não pode ser mudado?

O texto de Eclesiastes mostra que a vida é formada por um conjunto desses tempos, dessas etapas. Ninguém vive só as coisas boas o tempo todo, mas também não só as más. A vida é o todo! O importante é agirmos conforme o tempo em que nos encontramos!

2. Qual é o seu tempo? Em que tempo você está?

3. Que proveito você pode tirar do tempo em que você está, mesmo que seja uma etapa difícil? (tempo de: chorar, perder, guerra, etc.)

Qualquer que seja o tempo em que você se encontra, Jesus está com você (Mt 28:20). Essa companhia é infalível, aleluia! Em tempos difíceis aproveite para fortalecer sua fé declarando: “Pereceria sem dúvida, se não cresse que veria os bens do SENHOR na terra dos viventes. Espera no SENHOR, anima-te, e ele fortalecerá o teu coração; espera, pois, no SENHOR.” (Sl 27:13-14 RC)

4. Vamos declarar juntos, os versos acima?

Elaborada por Pr. Paulo
Pregada em 03/09/17