(0 Votes)

Não é boa a vossa jactância (vanglória). Não sabeis que um pouco de fermento leveda a massa toda?
Lançai fora o velho fermento, para que sejais nova massa, como sois, de fato, sem fermento. Pois também Cristo, nosso Cordeiro pascal, foi imolado.
Por isso, celebremos a festa não com o velho fermento, nem com o fermento da maldade e da malícia, e sim com os asmos da sinceridade e da verdade.(I Co 5:6-8 RA)

Posto que miríades de pessoas se aglomeraram, a ponto de uns aos outros se atropelarem, passou Jesus a dizer, antes de tudo, aos seus discípulos: Acautelai-vos do fermento dos fariseus, que é a hipocrisia.(Lc 12:1 RA)

Assim, pois, todo aquele que dentre vós não renuncia a tudo quanto tem não pode ser meu discípulo.(Lc 14:33 RA)

Na Bíblia o fermento é utilizado no sentido figurado, como aquilo que é mau e faz mal. Neste texto lido de I Corintios, o contexto era de uma igreja que estava inflamada pelo pecado, e não se tomava providência para eliminá-lo. O Ap. Paulo comparou as consequências do mal do pecado na igreja, com a reação que o fermento provoca na massa de pão, ou bolo. a) aparência.

b) inchado, soberbo. c) beleza externa. d) mostrar o que não é. e) aquilo que é contaminante, ruim. f) pecado, iniquidade.

g) hipocrisia. (atuação de um artista de teatro, dissimulação).

1. O que devemos fazer para evitar isto na igreja nos dias de hoje?

2. E, pessoalmente, dê um testemunho de uma atitude que você mudou em sua vida. Praticava, e não pratica mais.

Pão sem fermento: pureza, humildade presente, sinceridade e verdade, ou seja, sem malícia, sem maldade e hipocrisia.

3. Porque as vezes, é difícil ser sincero e verdadeiro? Ou não?

Vamos ler Lc 14:33. Renúncia não pode faltar na vida do cristão. Vida sem fermento é vida de renúncia.

4. Você é um discípulo de Jesus? O que você faz hoje, que você acha que se parece com Jesus?

Devemos celebrar a festa, com os asmos (pão), da sinceridade e verdade, com o fruto do Espírito presente, gozo, paz, etc.

Vamos encerrar hoje, com um louvor a Deus, adoração a Deus, porque o Senhor é digno.  Aleluia!!!...e por fim, aquele abraço!

“Nada de fermento. Que a mudança venha!!! Aleluia!!!”

Elaborada por Pr. Wagner
Pregada em 06/08/17