(0 Votes)

As mensagens de Deus ao homem, tanto no Velho como no Novo Testamento, sempre apresentam o arrependimento como essencial para o bom relacionamento do homem com Deus. Arrepender-se, no significado mais exato é "mudar a forma de pensar, mudar de idéia". Também é cabível em nossa língua o sentido de "estar pesaroso por ter cometido faltas ou delitos".

1. Arrependimento como Agente Reconciliador

O objetivo de arrependimento, é reparar alguma falta (pecado) que cometemos e de nos reconciliarmos com aquele que foi afetado por esta falta. Seja para com Deus ou com o próximo. Em outras palavras é o caminho pelo qual buscamos o perdão daquele a quem prejudicamos.

  • O pecado faz separação entre nós e Deus, ou seja, cria como que uma "muralha" que dificulta ou impede o relacionamento com o Pai. (Is 59:1,2)
  • Qualquer instante que fiquemos sem um relacionamento adequado com Deus, é demais pois Ele é fonte de vida eterna, de paz, alegria, bênçãos,
  • Logo, precisamos praticar o mais rápido possível, a mensagem inicial do Evangelho pregada por João Batista, Jesus e os apóstolos: "Arrependei-vos".
    (Mt 3:2; Mt 4:17; At 2:38; 3:19)

O arrependimento não pode ser apenas um peso de culpa. Este peso, deve ser um estímulo à mudança de pensamento, que nos levará a gozar do perdão de Deus, e a reconciliação com Ele.

2. Evidências do Genuíno Arrependimento

Existem alguns requisitos que devem acompanhar ao nosso arrependimento:

      Humildade

Ninguém estará verdadeiramente arrependido de algo que fez a Deus ou ao próximo se mantém uma postura arrogante. (2 Cr 7:14; Tg 4:9,10).

        Vergonha

O real arrependimento produz em nós uma sensação de vergonha (Ed 9:6-15; Jr 31:19; Ez 16:61-63).

       Confissão

Externamos nosso arrependimento, quando o confessamos àquele a quem "prejudicamos". (Lv 26:40; 1 Jo 1:9; Pv 28:13; Mt 3:5).

        Fé

Somente pela fé somos convencidos pelo Espírito Santo da necessidade de uma nova atitude. (Mt 21:32; Mc 1:15; At 20:21).

        Oração

É pela oração que apresentaremos a Deus a nossa condição de carência de perdão. (1 Re 8:33,34; At 8:22).

        Conversão

Os caminhos errados que trilhávamos antes do arrependimento devem ser abandonados. A nova direção (conversão), o caminho de Deus revelado na Bíblia, agora, é o que devemos seguir. (At 3:19; At 26:20).

Distância do Pecado

Temos que manter distância do pecado, confessando e deixando-o (Pv 28:13 2 Cr 6:26).

Abandono da Idolatria

Tudo aquilo que ocupa o lugar de Deus em nossas vidas, é um ídolo! Aquela imagem de escultura na qual críamos também precisa ser destruída bem como a fé nela. (Ez 14:6; 1 Ts 1:9; Is 30:22).

Desta forma, seremos libertos da culpa do pecado. Não aceite mais nenhuma acusação naquela área e você desfrutará certamente das bênçãos da Vida Cristã Vitoriosa!!!

Pr. Paulo de Faria Filho