Ainda não há comentários

Deus que me vê!

“Ora, Sarai, mulher de Abrão, não lhe dava filhos; tendo, porém, uma serva egípcia, por nome Agar, 2 disse Sarai a Abrão: Eis que o SENHOR me tem impedido de dar à luz filhos; toma, pois, a minha serva, e assim me edificarei com filhos por meio dela. E Abrão anuiu ao conselho de Sarai. 3 Então, Sarai, mulher de Abrão, tomou a Agar, egípcia, sua serva, e deu-a por mulher a Abrão, seu marido, depois de ter ele habitado por dez anos na terra de Canaã. 4 ¶ Ele a possuiu, e ela concebeu. Vendo ela que havia concebido, foi sua senhora por ela desprezada. 5 Disse Sarai a Abrão: Seja sobre ti a afronta que se me faz a mim. Eu te dei a minha serva para a possuíres; ela, porém, vendo que concebeu, desprezou-me. Julgue o SENHOR entre mim e ti. 6 Respondeu Abrão a Sarai: A tua serva está nas tuas mãos, procede segundo melhor te parecer. Sarai humilhou-a, e ela fugiu de sua presença. 7 ¶ Tendo-a achado o Anjo do SENHOR junto a uma fonte de água no deserto, junto à fonte no caminho de Sur, 8 disse-lhe: Agar, serva de Sarai, donde vens e para onde vais? Ela respondeu: Fujo da presença de Sarai, minha senhora. 9 Então, lhe disse o Anjo do SENHOR: Volta para a tua senhora e humilha-te sob suas mãos. 10 ¶ Disse-lhe mais o Anjo do SENHOR: Multiplicarei sobremodo a tua descendência, de maneira que, por numerosa, não será contada. 11 Disse-lhe ainda o Anjo do SENHOR: Concebeste e darás à luz um filho, a quem chamarás Ismael, porque o SENHOR te acudiu na tua aflição. 12 Ele será, entre os homens, como um jumento selvagem; a sua mão será contra todos, e a mão de todos, contra ele; e habitará fronteiro a todos os seus irmãos. 13 Então, ela invocou o nome do SENHOR, que lhe falava: Tu és Deus que vê; pois disse ela: Não olhei eu neste lugar para aquele que me vê?” (Gênesis 16:1-13 RA)

Participando

O deserto é um lugar seco árido e de muito calor durante o dia e muito frio à noite. Porém na vida, os desertos representam tempos difíceis, seja na área da saúde física, emocional, espiritual, financeira, etc.

1. Você, como Sara, já tentou resolver um problema por conta própria e criou outro?

2. Durante um problema você é daqueles que se levanta ou dos que esperam que alguém levante você? (Gn 21:18). Como você faz isso?

3. Com qual personagem desta história você mais se identifica (Abraão, Sara, Agar, Ismael ou Isaque)? Por que?

Concluindo

Agar esteve duas vezes no deserto. Uma por que não suportou a pressão de Sara e decidiu fugir. Confrontada pelo anjo, foi humilde e voltou à sua senhora. A outra vez ela foi mandada junto com Ismael com pouca provisão, mas Deus cuidou deles e fez de Ismael um grande homem. Agar reconheceu e disse: “- Tu és o Deus que me vê” (13). Deus continua vendo todas as coisas, tudo o que nos acontece. E Ele está sempre disposto a nos ajudar quando O buscamos!

Vamos orar pedindo para Deus abrir os nossos olhos para vermos as soluções, que já estão ao nosso redor, enviadas por Ele?

Elaborada por Pra. Marina
Pregada 26/08/18

Publicar um comentário